Arquivo da tag: melhores capas de jornal

Os mesmos comes e bebes, mas com receitas bem inovadoras. Que tal fazer essa festa junina?

O caderno Paladar, do jornal O Estado de S. Paulo, inovou novamente na pauta. A idéia era, a partir dos mesmos ingredientes tradicionalmente utilizados para os comes e bebes das festas juninas, propor receitas totalmente inovadoras com a ajuda de chefs de cozinha e sommeliers (especialistas em bebidas) de restaurantes renomados.

Paladar1 A equipe do jornal se preocupou com as receitas. Os leitores adoram reportagens de oferecem os procedimentos, o passo a passo, os caminhos para eles aprenderem e fazerem algo sozinhos.

E as receitas eram inovadoras: sorvete de pipoca doce, pé de moleque de chocolate com rapadura e castanha em vez de açúcar queimado e amendoim, raspadinha de quentão, pedaços de abóbora fritos no formato de lascas gigantes de batatas chips, milho assado com cobertura de queijo meia cura ralado e derretido e depois salpicado com páprica doce (na foto).

A pergunta que fica é sempre a mesma: porque uma matéria tão inusitada, diferenciada, inovadora, com ótimas fotos, não ganhou a capa do jornal, com destaque, no topo?

Difícil responder. O assunto ganhou apenas um pequeno espaço na capa, um Paladar4 título minúsculo. Em vez de estourar a fotografia dos pratos diferenciados, a foto escolhida abordou uma reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) que debateu sanções ao Irã – um assunto tão importante no contexto mundial quanto distante do leitor brasileiro, sem utilidade prática alguma para ele, por mais que o governo federal esteja tentando mediar uma negociação entre os envolvidos na discussão.

As festas juninas, mesmo nestas semanas de Copa do Mundo, serão realizadas por famílias, vizinhos, escolas e comunidades inteiras. Já que é uma prática comum, as pessoas certamente gostariam de aprender novidades e inovar. E elas amam isso. Não é por acaso que se disseminaram no Brasil grandes redes varejistas de bricolagem – trabalhos manuais feitos em casa, na escola ou em qualquer lugar, seja por distração ou economia. Milhões de pessoas, mesmo que sem habilidade alguma, gostam de tentar fazer as coisas.

Paladar2 Por essas razões, as reportagens sobre receitas inovadoras para as festas juninas têm vários dos ingredientes que justificam uma exposição destacada na capa: uma bela e inusitada imagem, procedimentos e lições para as pessoas aprenderem a fazer com as próprias mãos e um assunto totalmente relacionado ao presente, ao momento atual.

Não é a primeira vez que o Estadão deixa de dar destaque, na capa, para uma reportagem bem feita do caderno Paladar. E também não é a primeira vez que o Café Expresso defende que reportagens que abordam temas frios – interessantes ou importantes, mas que não exigem publicação imediata – ganhem a primeira página dos jornais, com belas fotos e títulos atraentes. Nada mais, nada menos, pode ser uma enorme contribuição para aumentar a venda de exemplares nas bancas e atrair para a leitura de jornais grupos de pessoas que não têm o hábito de lê-los.

Anúncios