Arquivo da tag: e-gov

Use as redes sociais para melhorar sua cidade

O leitor não precisa estar familiarizado com os termos técnicos, como API, app ou widget. Basta saber que a tecnologia hoje permite que qualquer cidadão que veja um problema na cidade enquanto se locomove por ela pode registrar o caso, divulgá-lo e acompanhar a resolução dele.

Li recentemente um artigo escrito por Chris Vein. Ele ocupa o cargo de diretor de informação na cidade de São Francisco, na Califórnia – a 12ª mais populosa dos Estados Unidos, com mais de 800 mil habitantes.  Na prática, ele comanda todas as tarefas relativas à divulgação de informações para a sociedade e a comunicação da prefeitura com a opinião pública.

Ele mostrou no artigo que diversos aplicativos (os chamados “apps”, abreviação da palavra em inglês “application”) que foram criados para funcionar pela internet e por telefones celulares permitem que os cidadãos, aos enxergarem um problema, encaminhem ele para o administrador público responsável pela apresentação da solução.

Esse tipo de serviço é extremamente valioso. Quantas vezes, ao passar por um monte de entulho despejado ilegalmente em uma viela, o cidadão não tem vontade de pegar um telefone e falar imediatamente com o funcionário público na prefeitura, responsável pela remoção? A dificuldade é achar o responsável, o número de telefone dele, ligar em um horário que ele esteja lá e contar com a atenção dele.

Muitos dos serviços em funcionamento em São Francisco se encarregam desse dessas tarefas. O cidadão, ao passar por uma pilha de entulho, por um buraco na rua, por uma calçada mal conservada, pode fazer uma fotografia como próprio celular, acessar a página do serviço disponibilizado em internet logo em seguida, cadastrar-se ao serviço gratuitamente, inserir a imagem, escrever um breve relato se desejar, indicar a categoria do problema (se é um buraco na rua, lixo jogado indevidamente etc) e apertar o botão “ok”.

Pronto, o aplicativo (o “app”, lembra-se?”) registra a reclamação e já encaminha automaticamente ao departamento da prefeitura responsável pela solução. Depois, mostra ao internauta a evolução do caso, até a conclusão – e pode ainda cobrar ou não o poder público pela resposta ao cidadão. Tudo automaticamente, graças à programação por trás do serviço, que “emite ordens” para o cumprimento de todas essas etapas.

Urbanias1 Se nas principais cidades européias e norte-americanas esse tipo de serviço cresce de forma acelerada, no Brasil ainda engatinha. Mas, ao menos, na maior cidade brasileira, São Paulo, já há um aplicativo com essa finalidade. Chama-se Urbanias, um serviço que permite ao cidadão apontar reclamações, inserir imagens dos problemas, escrever um breve relato e o aplicativo manda tudo isso para a prefeitura. Pelas redes sociais, ele mostra diversos exemplos de cidadania promovida pela rede.

Trata-se de um serviço bastante interessante. Eu mesmo já me cadastrei e já testei. Deu certo. Demorou quase um mês para a prefeitura remover excesso de lixo e entulho dispostos em frente a uma escola pública. Mas removeram.

O tema poderia ser uma interessante reportagem para a imprensa brasileira, seja rádio, TV, internet ou jornais e revietas. Inclusive, é uma pauta que vai ao encontro do comportamento da juventude atualmente, que, em média, busca resolver tarefas e problemas pela internet. Seria, no mínimo, uma experiência interessante para atrair jovens e adolescentes para a leitura de jornais.

Anúncios