Arquivo da tag: A função do jornalismo

Vigilância sobre poder público além da área política

Um dos principais papéis do jornalismo é manter estrita vigilância sobre o poder público – governos e governantes, órgãos e instituições públicas e quaisquer funcionários. Não por menos, recente pesquisa apontou que 91% da população consideram que a imprensa ajuda a combater a corrupção no Brasil e 97% das pessoas são a favor da investigação de casos suspeitos por jornalistas.

Marcar de forma acirrada a atuação do poder público, no entanto, vai além – e essa boa reportagem de Edison Veiga e Lucas de Abreu Maia, publicada dia 15 de março no jornal O Estado de S.Paulo, prova isso.

15 mar OESP Eles estiveram nas instalações da Biblioteca de São Paulo, recentemente inaugurada no Parque da Juventude, espaço que ocupou o lugar do antigo presídio do Carandiru, na Zona Norte da capital paulista. Os repórteres estiveram na biblioteca por quatro semanas seguidas, duas vezes cada um. Verificaram o funcionamento, o atendimento e o acesso para portadores de deficiências. Entregaram ao cidadão uma análise de primeira, mostrando tanto a eficácia quanto os defeitos da biblioteca.

Esse tipo de pauta costumeiramente resulta em boas histórias, desde que haja objetividade. Na era de internet e telefonia à disposição em aparelhos portáteis, o trabalho do jornalista tem se resumido, cada vez mais, a apurar dados e informações diretamente das redações, saindo cada vez menos para as ruas.

Essa transformação do cotidiano das redações gerou ganho de produtividade e redução de custos importantes para a indústria da notícia, mas a sociedade perdeu matérias cujo método é a observação do jornalista, que atua como um pesquisador.

Que essa matéria – a melhor reportagem da semana – incite novas pautas como essa. Planejamento é fundamental para que os repórteres saiam para as ruas com objetivos bastante definidos, com questões claras para buscar as respostas, sem ceifar o espaço natural para as novidades que podem colher nas ruas.

Leitores, internautas, ouvintes e telespectadores certamente vão aplaudir essas iniciativas, pois tão importante quanto prevenir que o dinheiro público seja desperdiçado ou desviado é garantir que os serviços públicos que receberam investimentos funcionem com qualidade e eficiência.