Faixa exclusiva para ônibus em grandes avenidas: qual é a chance de dar certo?


A Prefeitura de São Paulo inaugurou, no dia 10 de julho, faixa exclusiva para ônibus nas avenidas Paulista (palco principal das manifestações na capital paulista que pediram, entre outras coisas, redução do preço da tarifa de ônibus) e Doutor Arnaldo.

Hoje, nas duas avenidas, há faixas para os ônibus, mas elas são preferenciais. Carros só podem invadir a agora faixa exclusiva quando a sinalização horizontal (as linhas brancas pintadas no chão que orientam motoristas e pedestres) for tracejada.

O objetivo é retirar carros da faixa de ônibus e, consequentemente, aumentar a velocidade do transporte público e incentivar as pessoas a abandonar o transporte individual.

paulista

Interferências naturais – A faixa de ônibus, seja preferencial ou exclusiva, permanece, no entanto, na pista da direita – sempre sujeita a interferências de outras vias, pois é por esta pista que saem carros e motos com sentido às vias perpendiculares e adjacentes (e vice-versa).

Por essa razão, boa parte dos 2,7 quilômetros da avenida Paulista tem sinalização horizontal tracejada entre as duas pistas mais à direita, exatamente para permitir que os carros entrem na antiga pista preferencial para ônibus e virem à direita em cruzamentos ou outras vias.

Nos trechos onde a sinalização horizontal é contínua, há muitos prédios comerciais e estacionamentos. Consequentemente, carros e motos precisam invadir a pista dos ônibus para poderem acessar tais estacionamentos e garagens.

Uma boa reportagem poderia analisar qual a probabilidade dessa nova medida na área de transporte público dar certo na capital paulista. Tecnicamente, é bastante complexo instalar faixas exclusivas de ônibus na pista mais à direita, sujeita a muitas interferências de outras ruas e avenidas. Por isso, corredores de ônibus e faixas exclusivas costumam construídos na pista à esquerda.

Sugestão de pauta – Da extensão total das avenidas Paulista e Doutor Arnaldo, qual é a parcela que já conta com sinalização horizontal tracejada (que já permite a invasão de automóveis e motos)?

No restante da extensão, onde há sinalização horizontal contínua (que não permite a invasão), em quais trechos há prédios com garagem e estacionamentos comerciais que, obrigatoriamente, atrairão automóveis e motos que terão de invadir a faixa exclusiva para ônibus?

Feitos os cálculos, será possível analisar, com maior assertividade, se as medidas – faixa exclusiva para ônibus nas avenidas Paulista e Doutor Arnaldo – tendem a serem bem-sucedidas ou não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s