Em Nova Iorque, até estatísticas sobre revistas policiais são divulgadas. Por que não deveriam?


Uma reportagem do The New York Times chamou a atenção para o nível de dados que são divulgados pelo Departamento de Polícia de Nova Iorque. Mais do que divulgar periodicamente os indicadores de diversos crimes, o que é comum em centenas de cidades ao redor do mundo, a polícia local disponibiliza para a imprensa e para a sociedade as estatísticas sobre abordagens e revistas feitas pelos policiais.

Revistas policiais NY

No Brasil, ainda é comum as autoridades públicas esconderem, deturparem ou divulgarem parcialmente os dados referentes à segurança pública e ao desempenho das forças policias. O país ainda não tem um sistema de informações nacional, atualizado, com a quantidade de ocorrências policiais.

Dados de segurança pública são produzidos com recursos públicos – e por isso deveriam ser disponibilizados, no detalhe, para a sociedade e para a imprensa. Se há o argumento das autoridades policiais de que eles são estratégicos para realizar o planejamento contra os criminosos, vale também a justificativa que estes dados também são valiosos para os próprios cidadãos planejarem a própria segurança, moldar a rotina e se precaver contra o crime.

Se uma rua é a campeã de roubos de carros, os motoristas deveriam saber disso para decidirem se querem correr o risco de estacionar o carro nela. Se um bairro tem tido muitos roubos e furtos, as pessoas podem desejar não morar nele ou frequentá-lo – ou inquilinos podem querer exigir aluguéis mais módicos. É cruel pensar dessa forma, mas é um direito do indivíduo.

O Brasil precisa evoluir nessa área – na coleta, organização e divulgação de estatísticas públicas de interesse social. Na área de segurança, há um tabu ainda consistente, que pouco arrefeceu ao longo dos anos. Um exemplo positivo foi a decisão do governo estadual de São Paulo. Ele decidiu divulgar dados de crimes por bairro. Pena que tal postura só vingou depois de denúncias na imprensa apontando o mau uso, privado e privilegiado, dos indicadores até então mantidos em sigilo.

Saiba mais:

Qual é o perigo de divulgar informações públicas?

Nos EUA, carros roubados recuam 40%. Em SP, 21%. No Brasil, pouco se sabe.

Dados sobre criminalidade: plenamente divulgados lá fora, são segredos de Estado no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s