Quando vaia das arquibancadas, a torcida às vezes tem razão. Mas nem sempre


Alguns jogadores são considerados os “pernas de pau” pelos torcedores. No Corinthians, boa parte das arquibancadas credita a queda de rendimento do time no fim do primeiro turno ao desempenho do zagueiro Chicão, até então capitão do time e um dos símbolos de entrega e empenho da equipe.

No São Paulo, um dos mais criticados é o lateral esquerdo Juan, formado nas categorias de base, campeão brasileiro pelo Flamengo em 2009 com desempenho elogiado e recém-contratado pela equipe tricolor para a temporada 2011. No Palmeiras, a história não é diferente. O atacante Luan, em boa parte dos jogos, recebe críticas e á tratado com ironia pela torcida e pela mídia.

Como avaliar se a torcida tem razão? Um dos caminhos é medir o desempenho dos atletas, jogo por jogo: quantos passes certos e errados, quantos gols e finalizações, quantos desarmes e assistências, entre outros fundamentos do futebol. O que poderia ser informação pode se transformar em confusão.

O Globoesporte.com ofereceu aos internautas estatísticas individuais de cada jogador presente no campeonato brasileiro da primeira divisão. Está tudo lá. Então, que tal comparar o desempenho do perna de pau (aos olhos dos torcedores do próprio time) com rivais que estão se destacando na mesma posição?

Juan x Cortes1) Juan (São Paulo) x Bruno Cortês>

Um é criticado na equipe paulista. O outro, no Botafogo, foi convocado para a seleção brasileira. Em 13 aspectos avaliados, dados mostram que o são-paulino é melhor em 5, pior em 4 e empata em 4. Um detalhe: Nos passes errados, a desvantagem de Juan é de 0,01 ponto percentual, o que poderia ser considerado um empate. Então, o resultado mais realista seria Juan 6 x Cortês 3. Mas o destaque do campeonato é, sem dúvida, o botafoguense.

Dedé x Chicão 2) Dedé (Vasco) x Chicão (Corinthians).

O primeiro foi convocado pela seleção brasileira e está na mira de diversos clubes enquanto o segundo perdeu a vaga de titular, a faixa de capitão, não foi sequer escalado para o banco nos últimos jogos e está em desgraça com a torcida. As estatísticas mostram que o vascaíno é destaque em 6 categorias, contra 4 do corintiano. Dedé se destaca em dois fundamentos essenciais para um zagueiro: rouba mais bolas e acerta mais passes. Chicão, ao contrário de anos anteriores, deixou de fazer gols de falta e pênalti, fundamentos nos quais se destacava. Isso tem feito a diferença.

Luan x Dagoberto 3) Luan (Palmeiras) x Dagoberto (São Paulo):

O palmeirense não atuou no último clássico do clube, contra o Santos. Nas redes sociais, a torcida chgou a ironizar, escrevendo que o alviverde paulista estava tão mal na partida que já sentiam saudades do atacante. De outro lado, Dagoberto tem recebido elogios. Contando todos os campeonatos no ano, já marcou 22 vezes e deu muitas assistências. Pelas estatísticas, no entanto, o palmeirense se destaca em 6 fundamentos, contra 3 do são-paulino. A vantagem de Luan poderia ser ainda maior, já que Dagoberto, ao contrário de anos anteriores, não recebeu nenhum cartão vermelho ainda.

Esclarecimento ou mais dúvidas? – O problema das estatísticas em uma área tão dinâmica e tão sujeita a análises subjetivas como é o futebol é que elas esclarecem, mas não convencem. Certamente, torcedores que criticam fulano, mesmo que ela tenha melhor desempenho nos fundamentos, vão propor, de imediato: “quer trocar fulano por beltrano?” Os dados, isoladamente, não são definitivos – apenas auxiliam a entender melhor o assunto, a ter um diagnóstico melhor, a analisar a questão por outro ponto de vista e a pensar melhor.

Mas é possível tirar conclusões e lições. 1) O jogador muitas vezes permanece do time porque é aplicado em fundamentos que o técnico considera importantes. 2) Nem sempre o desempenho do atleta justifica as vaias do torcedor. 3) Em um único jogo, o “perna de pau” aplica um chapéu do adversário, marca um gol, acerta três chutes no alvo, e reverte toda a desvantagem estatística. Futebol é ou não é coisa do diabo?

Para saber mais:

Para avaliar o desempenho de cada jogador e compará-lo com outros atletas que disputam o campeonato brasileiro 2011 da primeira divisão, basta acessar a página do Globoesporte.com, clicar no escudo do clube. No fim da página de cada clube, estão as ferramentas que permitem analisar as estatísticas.

Anúncios

Uma resposta para “Quando vaia das arquibancadas, a torcida às vezes tem razão. Mas nem sempre

  1. Legal levantar esse comparativo, mas tecnicamente os ‘perdedores’ superam em muito os ‘vencedores’ ainda..rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s