Como os mapas interativos explicam os levantes no Oriente Médio e norte da África


Os levantes populares contra ditadores que têm ocorrido em diversos países localizados no Oriente Médio e no Norte da África estão fulminando as redações e os consumidores de informação com uma rajada de informações e dados. São países com os quais jornalistas e leitores, no geral,  não têm muita familiaridade. Se os jornais impressos contam com espaço restrito para publicar mapas e guias que orientem o entendimento dos leitores, os internautas contam com opções criativas, abrangentes e atualizadas. Para quem domina o idioma inglês, pode-se, inclusive, pesquisar nos portais da mídia internacional. Veja alguns exemplos:

The Economist: Um infográfico padrão baseado em mapa. O internauta, ao clicar em cada país, acessa informações como nome do ditador, desde quando está no poder, posição da nação dos rankings que mensuram nível democracia, corrupção e liberdade de imprensa. Muito bom e abrangente. Lista 22 países.

Mapa protestos Economist

The Washington Post: Arte também baseada em mapa. As fichas do países dão lugar a uma linha do tempo vertical, organizando cronologicamente os principais acontecimentos. Dá acesso ainda a reportagens completas, fotos, vídeos e blogs sobre protestos em cada nação. Cita 12 países. Muito bom.

The New York Times: O jornal construiu uma ficha vertical, mostrando a localização do país no planeta, estatísticas econômicas e sociais, foto do ditador e data em que ele assumiu o poder. A arte é estática, sem permitir interatividade. Mesmo assim, é funcional. Dá acesso para reportagens sobre levantes em cada nação. Lista 8 países, com fotos desbotadas para presidentes depostos.

Estadão.com: O portal do tradicional jornal paulista fez uma infografia interativa baseada em mapas. O internauta, ao clicar em um país, recebe estatísticas econômicas, um breve relato sobre o protesto e uma imagem marcante. Abrange 9 nações.

UOL: Mapa e fichas indicam posição do país, tempo de governo do ditador, estatísticas sociais e econômicas. Um globo, quando clicado, compara tais estatísticas com a média mundial. Traz um breve relato e acesso para reportagem completa. Lista 9 países.

Financial Times: O jornal inglês lista 10 países e permite identificar as nações segundo alguns critérios, como aquelas que têm importante percentual de população jovem, fornecedores de gás e petróleo e também regimes ou ditadores que já duram mais de 20 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s