Alguns jornais conseguem fugir das regras convencionais para preencher bem as capas


A edição de domingo, dia 26 de setembro, do The New York Times, não deixou passar a oportunidade de trazer para a capa do jornal uma bela foto e uma notícia interessante, mesmo que não esteja entre as mais importantes para o público norte-americano.

O jornal escancarou bela foto, mostrando detalhes arquitetônicos de uma construção em uma nova cidade que está sendo erguida próxima de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A extravagância está na promessa dos planejadores, que prometem a primeira cidade do mundo com emissão nula de carbono. A arquitetura e a engenharia misturam aspectos modernos, ambientalmente corretos e também milenares – a nova cidade será murada, como os antigos núcleos habitacionais séculos ou milênios atrás.

NY Times zero carbon

A opção não elimina a necessidade  de informar, já na capa, assuntos importantes no dia a dia dos leitores e cidadãos – principalmente pautados pela economia e pela política, segundo ponto de vista majoritário dos editores. As disputadas entre partidos políticos e entre instituições públicas ocupam a manchete principal.

Em artigos anteriores, o Café Expresso trouxe exemplos e argumentos diferentes para sustentar a mesma tese. Os jornais deveriam usar fotos atrativas, assuntos inusitados, para trazer para a leitura de jornais públicos que muitas vezes preferem outras mídias, como internet, rádio ou televisão. Os jovens, principalmente. Esses ingredientes, muitas vezes, estão presentes em matérias frias, aquelas que não têm muita força para interferir nos principais fatos da agenda econômica, política  e social e que podem ser publicadas em qualquer dia, sem prejuízo ao tema. Mas podem atrair o leitor que procura dicas, estilo de vida ou assuntos menos cansativos e sérios. A capa de jornal é uma vitrine que não pode ser desprezada.

Correio capaNo Brasil, no mesmo dia em que o diário nova-iorquino trouxe com uma bela foto na capa a história da primeira cidade mundial com emissão zero de carbono, o Correio Braziliense deu visibilidade, ao mesmo estilo, à história da cearense Maria Nasaré Nunes, que trocou a depressão pelo hábito de caminhar diariamente e acabou se transformando em maratonista premiada inúmeras vezes.

A idéia do jornal é premiar o exemplo de superação e, com isso, tentar fisgar pessoas que se identifiquem com tais princípios ou que conheçam amigos na mesma situação do personagem relatado. Bola dentro.

Veja mais:

1) Infográfico do The New York Times explica aspectos da arquitetura e da engenharia adaptados à conservação do meio ambiente na nova cidade que surge perto de Abu Dhabi.

2) Além da foto da capa do jornal, portal do The New York Times também traz outras fotos-legendas (outra neurose do Café Expresso) explicando preocupação e função de detalhes paisagísticos e urbanísticos da primeira cidade com emissão zero de carbono.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s