Isso porque Barak Obama estava determinado a retirar as tropas do Afeganistão e Iraque


 1000th US death O The Washington Post separou mais da metade da primeira página da edição do dia 24 de fevereiro para informar a sociedade norte-americana que os Estados Unidos estão próximos de notificar a milésima morte de um soldado no conflito do Afeganistão, que começou em outubro de 2001.

Estão na contabilidade de fatalidades muitos combatentes que tinham sobrevivido a campanhas no Iraque, guerra iniciada em março de 2003. No conflito localizado no Oriente Médio, 4.366 baixas já foram listadas. Olhando friamente, perto das estatísticas medidas em outras guerras do século passado, o número não assusta, mas não deixa de ser alarmante.

Mês a mês, o conflito se acirra. No ano passado, as tropas norte-americanas sofreram, de forma disparada, baixas muito mais elevadas, como mostra a infografia no formato de linha do tempo estampada na capa do Post. A ilustração é feliz por dois motivos: informa rapidamente que o número mensal de mortes de americanos é crescente e permite ao leitor rememorar alguns fatos marcantes ao longo dos mais de oito anos de conflito.

Em dezembro passado, por exemplo, Obama ordenou o envio de mais 30.o0o soldados para o Afeganistão. Vale lembrar que o atual presidente dos estados Unidos prometeu, durante a campanha eleitoral em 2008, retirar as tropas norte-americanas paulatinamente tanto do Afeganistão quanto do Iraque.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s