Teste do SAC: alguma empresa passa bem por ele?


O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) tem uma nova regulamentação, milhares de vezes negligenciada pelas empresas. O Decreto Federal 6.523/08 deixa claro quais são direitos e deveres para aquelas que prestam algum tipo de serviço regulamentado pelo poder público federal.

Serviços bastante utilizados, como comércio eletrônico, compra de móveis e muitos outros, estão fora do decreto, pois não são regulamentos pelo governo federal. Nesta época de Natal, quando as compras crescem vertiginosamente, surgem os problemas. Se nos dias comuns as datas de entregas são descumpridas, com o crescimento da demanda os problemas explodem. Vira caos.

Valeria uma boa reportagem para estes dias de poucas pautas nos cadernos de cidades e de economia uma investigação rápida a respeito dos serviços não regulamentados que estão dando dor de cabeça aos consumidores. Os jornalistas poderiam rapidamente, por meio de redes próprias de contatos e por amigos, identificar pessoas que fizeram compras – pela internet ou fisicamente nas lojas – e a entrega já supera os prazos de entrega.

Ao mesmo tempo, os jornalistas poderiam testar os principais serviços de atendimento ao consumidor, verificando se há linhas disponíveis, tempo médio de espera e qualidade do atendimento.

Nesta época, o consumidor fica desamparado, sobretudo porque já sabe que reclamar não resolve. Quando reclama, fica sem resposta, sem a entrega ou sem qualquer coisa solicitada, pois as empresas sabem que os procedimentos para o consumidor recorrer na Justiça são burocráticos e a resposta, quando há, leva muito tempo. Isso desestimulando a abertura de processos e alimentando um círculo vicioso no qual quem perde é quem está com a razão.

A pauta me veio à cabeça por cusa da minha experiência própria com a loja de comércio eletrônico Submarino. O pedido, atrasado em quatro dias úteis, não tem nem previsão de entrega. Acredito que as gigantes desse setor, como Americanas, Wall Mart, além do Sumarino. A lista ode incluir outros varejistas presentes no comércio eletrônico.

Fiz uma busca rápida pelos portais de notícias da Folha Online (Folha de S. Paulo) e Estadão.com (O Estado de S. Paulo). Não há menção a qualquer reportagem sobre este assunto. A busca não incluiu o espaço reservado para queixas dos consumidores. Então, que tal uma matéria ouvindo uns dez consumidores e testando o cumprimento dos prazos das empresas e o SAC delas?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s